Como pagar as dívidas e sair do vermelho

By 29 de setembro de 2015 Dicas, Dívidas No Comments
Crédito: CC0 Public Domain / FAQ

Crédito: CC0 Public Domain / FAQ

 

É difícil organizar a vida financeira ou pensar em juntar dinheiro quando nem se consegue sair do vermelho. Mas mesmo com a situação econômica ruim, não adianta achar que é um assunto sem solução e aceitar a condição de endividado. Sempre há uma saída, mas é preciso tempo para analisar a situação e foco para sair do buraco.

#1 Aceite que você tem um problema

Não importa os motivos, você deixou suas finanças se descontrolarem e está numa situação complicada. Não adianta ficar se martirizando ou tentando achar culpados – isso não importa. Encare o problema e tenha foco em resolvê-lo.

#2 Entenda o tamanho da bola de neve

Coloque no papel tudo o que você deve e os juros de cada dívida. Empréstimos podem ter juros diários, mensais e até anuais. Preste atenção qual é o tamanho de sua dívida atual (se pudesse pagar tudo à vista hoje) e sua dívida parcelada (com os juros inclusos).

#3 Organize as suas finanças

Anote todos os seus ganhos e gastos. Entenda quanto dinheiro você recebe mensalmente, quanto gasta com contas fixas (água, luz, aluguel), com contas variáveis (como supermercado e restaurantes), e quanto dinheiro sobra para gastos pontuais (compras em geral).

#4 Comece a economizar

Se você está endivididado, não deve sobrar muito dinheiro no final do mês. Então aproveite que está organizando suas finanças e comece a cortar gastos. Talvez seu plano de celular seja muito alto, ou você possa cancelar a TV por assinatura. Ainda é possível diminuir a conta de luz, economizar no supermercado e cortas gastos supérfulos como restaurantes, bares e outras compras.

#5 Priorize as dívidas com juros maiores

Cartões de crédito e cheque especial são as linhas de crédito com os maiores juros. Se você tem dinheiro para quitar alguma dívida, foque nelas e nunca pague apenas o mínimo do cartão de crédito. A ideia é tentar diminuir a velocidade da bola de neve de juros.

#6 Negocie

Tente negociar prazos maiores e juros menores para cada uma das dívidas. É preciso fazer as parcelas das dívidas caber no seu orçamento mensal.

#7 Renegocie as dívidas

Se as dívidas são muitas e mesmo organizando suas contas, economizando dinheiro e negociando prazos e juros você não vai conseguir pagar as mensalidades e quitá-las dentro do previsto, está na hora de pensar em trocar a dívida. Vá ao seu banco ou a uma financeira e converse sobre a possibilidade de contratar um empréstimo (que tenha juros mais baixos que as suas dívidas atuais). Assim você quita todas as duas dívidas de uma vez e fica apenas com uma com juros mais baixo. Preste atenção à taxa de juros e tenha certeza que irá conseguir pagar as parcelas dentro do prazo.

#8 Mantenha o foco e seja persistente

Não importa qual é a sua situação, depois de organizar suas contas, entender o tamanho da dívida e fazer uma estratégia para pagá-la, é  fundamental ser persistente. Você provavelmente terá que passar alguns meses fazendo um controle financeiro minucioso e economizando bastante dinheiro. Mas irá valer a pena.

 

 

Leave a Reply