Blog de Finanças Pessoais


Descubra como ter o controle do seu dinheiro.

Monthly Archives: outubro 2015

Comece a se preparar para a Black Friday e aproveite os descontos de verdade

By | Dicas, Sem categoria | No Comments

1280px-Compras_PreNavideñas_(3049034031)

A Black Friday acontece daqui há um mês, mas se você tem interesse em aproveitar os descontos, deve começar a pensar nisso agora. Já faz alguns anos que os brasileiros “importaram” o tradicional dia de megapromoções dos Estados Unidos, mas o comércio e os consumidores ainda estão se adaptando à data. Momentos de descontos como a Black Friday são bem perigosos para os consumidores por dois motivos:

  1. As pessoas se emocionam com os preços baixos e compram o que não precisam e não tem dinheiro para pagar
  2. As pessoas são enganadas com falsos descontos

Para evitar esses problemas e de fato aproveitar os preços baixos da data, é preciso começar a pensar nas compras com antecedência e seguir esses três passos:

Eleja alguns produtos que você está precisando e comece a monitorar

Isso é importante para evitar os “falsos descontos”. Liste o que você quer comprar, faça uma pesquisa pela internet agora e compare os preços entre os sites, depois volte a esses sites a cada semana para acompanhar a evolução dos preços.

Assim você pode ter certeza de exatamente quanto você está economizando quando chegar a hora de comprar. Além disso, como este ano foi muito ruim para o comércio, muitas lojas devem antecipar a Black Friday e começar a dar descontos durante o mês de novembro.

Mantenha o foco e não gaste o com o que você não precisa

Esse tipo de evento pode ser muito emocional. No calor da pressa para comprar antes dos produtos e das promoções acabarem, muitas pessoas acabam comprando coisas que não precisam e que não tem utilidade apenas porque “o preço estava realmente imperdível”. Respire o fundo e mantenha o foco na lista de produtos que você elaborou.

Faça um orçamento

Esta dica é infalível para qualquer ocasião. Não chegue no dia 27 sem um orçamento. Estude suas finanças e entenda quanto você pode dispor para gastar em produtos sem se endividar. No dia, não ultrapasse esse orçamento por nada, mesmo que os descontos estejam bons. Se você se endividar para comprar um produto barato, você pode acabar pagando mais caro para quitar os juros depois.

Essas três regrinhas vão fazer com que você aproveite os descontos sem se endividar. Porém, há sempre outros detalhes para ficar atento e aproveitar ainda mais:

#1 Se você não conseguir acompanhar os preços, órgãos de defesa do consumidor e outros sites podem ajudar. Sites como o do Procon e do Proteste devem oferecer uma lista de preços para servir de referência. Então, antes de comprar, comparte com as listas.

#2 Se você for comprar online, leve em conta o preço com o frete e compare com os preços das lojas físicas.

#3 Se você for comprar presentes de Natal online, confira se há produto em estoque e o prazo de entrega. Muitas lojas esgotam o estoque e continuam vendendo, o que faz com que os produtos demorem muito para chegar.

#4 Se for comprar online, evite os horários de pico (meia-noite, meio-dia e depois das 18h). Os sites podem estar congestionados e você não conseguir concluir a compra.

#5 Fique atento para não entrar numa fria. Compre apenas de sites e lojas conhecidos e com boa reputação. Também preste atenção no valor ao comprar em sites: alguns divulgam um produto com desconto e depois cobram o valor original na hora de fechar a compra.

#6 Lembre que as regras do Código de Defesa do Consumidor (CDC) também são válidas para as compras feitas na promoção, então não aceite condições diferentes imposta pelas lojas.

Como garantir uma aposentadoria suficiente?

By | Dicas, Investimento, Sem categoria | No Comments

1-On5-Slpk-MMY4ia81XUIfQ

Com o envelhecimento da população brasileira, já era previsto que a previdência pública teria que sofrer alterações. A crise que atingiu o país e o governo fez com que essa mudança se acelerasse. O processo para se aposentar já foi alterado neste ano, e novas mudanças devem vir por aí.

O executivo deve enviar uma proposta de Reforma da Previdência para o Congresso que inclui uma idade mínima para se aposentar: 60 para mulheres e 65 para os homens.

Quem está preocupado em ter uma renda suficiente para aproveitar uma aposentadoria tranquila precisa começar a pensar nisso o quanto antes. A melhor tática é diversificar e não apostar todo seu dinheiro e atenção em apenas uma modalidade.

Previdência privada aberta

A opção de previdência privada é boa para quem não tem familiaridade com outros investimentos. Ela é bastante segura, porém, as taxas são bem altas e, apesar de se poder deduzir até 12% da renda bruta na declaração do Imposto de Renda, é preciso pagar imposto no momento do resgate da aplicação. Saiba mais sobre os tipos de previdência privada aqui.

Fundo de Pensão coletiva

São fundos de empresas (ou conjunto de empresas) fechados para funcionários. Normalmente as empresas oferecem o benefício para atrair e reter talentos. Entre os planos de previdência, este é o mais rentável e também permite que o participante deduza até 12% de sua renda tributável.

Porém, é importante estudar bem as regras do contrato para saber o que acontece se você deixar a empresa. Também é importante que o fundo seja fiscalizado para saber como estão investindo o dinheiro e ter certeza que consiguirão pagar o benefício quando o momento chegar.

Imóveis

Se você tem um perfil mais consevador, você pode pensar em investir em imóveis. Este está longe de ser o investimento mais rentável, mas ainda é um dos preferidos dos brasileiros. O mercado imobiliário é bastante volúvel, é preciso gastar com reformas para evitar depreciação e a rentabilidade do aluguel muitas vezes não é compatível com o valor investido.

Renda Fixa

Se você é disciplinado e está disposto a se informar para entender sobre investimentos, este é um dos caminhos mais rentáveis. A Renda Fixa é um investimento seguro e com maior retorno que as opções anteriores. Ela é uma boa opção para aposentadoria pois quanto mais tempo você deixa o dinheiro investido, mas retorno tem.

Esses títulos devolvem o valor investido mais os juros referentes ao período em que o dinheiro ficou depositado. Estes investimentos pagam uma porcentagem do CDI, taxa que acompanha a evolução da taxa de juros Selic. Então, enquanto a taxa de juros estiver alta, estes investimentos se mantém bastante rentáveis. Os principais ativos de renda fixa são os Certificados de Depósito Bancário (CDBs), Letras de Crédito Imobiliário (LCIs), Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs), o Tesouro Direto e os fundos de investimento. Saiba mais detalhes sobre aqui.

Renda Variável

Ações de empresas e fundos imobiliários estão entre os investimentos de renda variável. A regra geral dos investimento é que quanto maior o risco, maior o retorno. Porém, se você não tem conhecimento na área, pode ser difícil começar a investir sem sofrer perdas.

Se você quer começar, estude sobre e comece a apostar em ações de empresas sólidas que constumam oscilar no máximo 10% ao ano.

São muitas opções e elas variam em rentabilidade e segurança. O ideal é variar os investimentos para otimizar o rendimento e diminuir os riscos.

clothes-travel-voyage-backpack

Como viajar gastando pouco e não deixar de curtir as férias

By | Dicas, Sem categoria | No Comments

Já é final de outubro e é impossível não pensar nas férias. Fora as férias escolares e universitárias, a maioria das pessoas tira uns dias de folga no período do verão. Com a situação econômica menos favorável está mais complicado viajar, mas se você é desses que espera o ano inteiro para poder sentir novos ares, se organize: é possível viajar gastando pouco.

#Escolha o destino certo

map-443602_1920

Com o dólar alto, todas as passagens de avião (inclusive nacionais) estão mais caras. Então escolha um destino nacional ou dentro da américa do sul.

Mas não pense apenas no valor da passagem, pesquise o valor da hospedagem, alimentação, transporte e atrações no local. O Priceoftravel.com tem uma lista das cidades mais baratas para viajar. 

#Pesquise a melhor maneira de chegar lá

sea-sky-beach-holiday

Fique atento a promoções de passagens aéreas, há sites como o Melhores Destinos que divulgam promoções de última hora que realmente valem a pena. Também há vários sites que comparam valores entre companias e dias, como o Voopter.com.

Porém, mesmo com promoção, se o seu destino não é longe, você deve estudar se não é mais barato ir de ônibus ou de carro. 

#Estude hospedagens alternativas

feet-morning-adventure-camping

Hoteis podem ser muito caros, mas há muitas outras alternativas. Você pode alugar um quarto ou uma propriedade inteira direto do proprietário em sites como o Airbnb.com. Essa opção normalmente vale a pena quando você não está viajando sozinho.

Você também pode procurar hostels. Você pode optar por um quarto compartilhado para economizar bastante, ou, se não está disposto, procure um quarto privado – ainda é mais barato que hotéis.

Há opções ainda mais econômicas como acampar e pedir hospedagem no couchsurfing.com – onde pessoas oferecem um lugar em sua casa sem custo algum.

Importante: não tente economizar escolhendo uma hospedagem muito longe do lugar em que você irá circular. Você pode acabar gastando a diferença em transporte.

#Pense antes de fazer uma refeição

eating-601581_1920

Comer faz parte da experiência de viajar, mas isso não quer dizer que você precisa comer fora em todas as refeições. Ir no supermercado e comprar coisas pasa fazer um lanche no seu quarto pode ser muito interessante. Além disso, um rápida pesquisa na internet pode te indicar restaurantes bons e baratos e como fugir daqueles restaurantes caros feitos para turistas.

#Planeje como vai se locomover

hitchhiker-691581_1280

Pesquise opções de transporte e inclua o gasto no seu planejamento. Evite taxi sempre que puder. Se for preciso, pesquise o caminho que você irá fazer e saiba a distância para não ser enganado.

Caminhe o máximo que puder. Caminhar pela cidade é sempre uma ótima maneira de conhecer o lugar (e não gastar).

#Escolha as atrações

2114720561_e050b5e3f7_b

Há atrações dos mais variados preços. Toda cidade tem muitos lugares para ir de graça, como parques, feiras, centros comerciais, prédios históricos – priorize essas atrações. Depois, faça uma lista das atrações pagas que você tem vontade de ir e escolha entre elas. É preciso que os valores caibam no seu orçamento.

#Planeje e faça um orçamento

office-620822_1920

Planeje bem os seus gastos para não se endividar. Entenda quanto você irá gastar passagem, hospedagem, transporte e estipule um orçamento diário para gastar durante a viagem. E claro, controle os seus gastos durante as férias.

Bom viagem :)

 

Como sobreviver à crise?

By | Dicas, Dívidas | No Comments

find-money-1182912-1280x960

 

Os motivos e o tamanho da crise econômica no Brasil ainda podem ser discutidos, mas os índices econômicos e o impacto no dia a dia das pessoas confirmam que estamos passando por um momento financeiro difícil.

A inflação está alta, há retração do PIB, e o desemprego está aumentando. Porém, não adianta desanimar. Esse momento exige atenção e disciplina redobrada para diminuir o impacto da crise nas finanças pessoais.

#Seja realista, mas não pessimista

Sim, estamos em crise e é preciso enfrentar esta realidade de olhos bem abertos. Porém, ser pessimista não ajuda em nada. É preciso ter força de vontade e determinação para analisar a situação e conseguir contornar os problemas financeiros sem se desesperar e entregar os pontos. Ser pessimista e aceitar uma derrota só irá piorar a situação – isso inclui dívidas, juros e uma grande bola de neve.

#Se adapte

Também não adianta fazer o contrário: ser cegamente otimista e insistir em manter o mesmo padrão de vida. Em tempos como esse, é preciso rever hábitos e se adaptar a situação. No fim, “não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças”.

#Faça o diagnóstico

Para ter total poder sobre o seu dinheiro, você precisa entender da onde vem e para onde ele vai. A única maneira de fazer isso é mantendo um controle financeiro minucioso. Anote todo dinheiro que entra, todas as depesas fixas (aluguel, luz, internet, financiamentos), e depois todas as contas variáveis – inclusive os pequenos gastos do dia a dia. Divida os gastos por centro de custos: casa, transporte, lazer, etc. No final do mês, você consegue entender exatamente para onde o seu dinheiro está indo.

#Planeje e corte gastos

Depois de ter o controle financeiro (mantenha ele sempre!), você pode adaptar e planejar as suas finanças. Quais são os gastos que é possível diminuiur ou cortar? Você gasta muito com transporte? É possível diminuir a conta do celular? Os gastos com supermercado estão altos? Ou são os pequenos gastos do dia a dia que “quebram” você no final do mês? Entenda o que é possível mudar e planeje suas finanças para os próximos meses. Estabeleça um orçamento para cada tipo de gasto e não ultrapasse a cota. Para isso, é preciso determinação.

#Aumente a sua renda

Sim, é preciso cortar gastos em tempos de crise. Mas também é hora de ser criativo e pensar como aumentar e complementar a sua renda. É possível aumentar seus rendimentos no seu trabalho? Ou talvez você possa ter um projeto paralelo? Que habilidades você tem que pode te render algum dinheiro? Pense bem e não tenha preguiça ou vergonha de começar um novo empreendimento!

#Junte dinheiro

Sim, quando não há dinheiro nem para pagar as contas é muito difícil pensar em juntar ou investir. Se você não tem como começar agora, tudo bem. Mas quando você for planejar suas finanças para os próximos meses, organize de uma maneira que você consiga começar a fazer uma poupança em breve, mesmo que pequena. É melhor juntar um valor pequeno, do que nada. Ninguém sabe o tamanho da crise e até quando ela irá durar, e você nunca sabe quando aparecerá um imprevisto. Ter dinheiro reserva é a maneira de não ser pego desprevinido e se endividar.

#Invista

Quando você começar a juntar dinheiro (ou se você tem alguma reserva agora), pesquise e comece a investir. A poupança está rendendo menos que a inflação e há uma série de investimentos seguros que podem trazer um rendimento considerável. Se informe, converse com um consultor financeiro e estude como aplicar o seu dinheiro.